Menu

Menu Fofin

  • Home
  • Resenhas
  • Projeto 198 livros
  • Leituras do mês
  • Li em 2015
  • Contato

18 de jan de 2014

Resenha: Diário de Um Banana - Dias de Cão.

Título: Diário de Um Banana - Dias de Cão (Livro 4)
Autor: Jeff Kinney
Tradutor: Antonio de Macedo Soares
Editora: V&R
Páginas: 217
Lançamento: 2011
Localização: Estados Unidos da América.
Redes Sociais: Skoob, Orelha de Livro e Goodreads.



No quarto volume da série Diário de um Banana é férias de verão e Greg recusa-se a sair de casa par aproveitar as férias ao ar livre.  No entanto, a mãe dele não concorda com isso e incentiva-o a aproveitar as férias junto com a família. Diante disso, o personagem envolve-se em uma série de circunstâncias inesperadas e engraçadas.

“Só porque o tempo está bom, todo mundo espera que você passe o dia fora de casa ‘se divertindo a valer’ ou coisas do tipo. E se você não passa cada segundo lá fora, as pessoas acham que tem algo de errado com você. Mas a verdade é que eu sempre fui do tipo de pessoa que prefere ficar em casa.”

O livro, assim como os anteriores, é narrado por Greg, o personagem principal da série e possui uma linguagem fácil e acessível a leitores de todas as idades.  O público alvo da série é, sem dúvidas, o público infanto-juvenil mais ela pode (e deve) ser apreciada por pessoas de qualquer faixa etária e nacionalidade.

Esse livro é até o momento o meu favorito de toda a série, pois as situações abordadas no livro fizeram me recordar de vários momentos da minha infância e eu me diverti muito durante a leitura. É impressionante como o Greg continua um personagem engraçado e cativante e os acontecimentos  da obra são realistas.

“Seja como for, eu sempre soube que um dia serei rico e famoso, mas estou começando a ficar meio preocupado por isso ainda não ter acontecido. Eu pensava que, a essa altura, eu já teria PELO MENOS  meu próprio reality show. ”
  
A relação do Greg com o pai, sua amizade com o Rowley, seu interesse por uma garota mais velha e a vontade de adicionar um animal de estimação à família são alguns dos (muitos) assuntos abordados no livro.

As minhas partes preferidas do livro foram o Clube de Leitura e reação dos personagens ao assistir o filme de terror “Mão Lamacenta”. Foi interessante ver a relação dos personagens com a leitura e os gostos literários de cada um.  E como fã de filmes de terror que sou, foi muito legal ver como o Greg e o Rowley reagiram a seu primeiro filme de terror.

“ Para início de conversa, não tenho certeza do que faz um livro ser um ‘clássico’, mas acho que tem que ser escrito há pelo menos cinquenta anos e alguma pessoa ou um animal tem que morrer no fim. ” 

Para complementar ainda mais a narrativa, no final da obra o autor trás uma série de imagens das férias de verão da família no estilo de um álbum de fotografias. Esse recurso permite que os leitores retomem as melhores situações da obra e a vejam com um novo olhar.


Livros anteriores da série:


Um comentário:

  1. Ei Vicky!
    Eu tenho o primeiro volume da série, e ele faz parte do desafio do ano lá no blog. Não vejo a hora de poder efetuar a leitura. :)

    ResponderExcluir